quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Reinventando o Ensino Médio chegará a mais 122 escolas do estado em 2013


Encontro com diretores nesta segunda-feira, 13, serviu para esclarecer dúvidas relativas ao Programa
O programa Reinventando o Ensino Médio, projeto da Secretaria de Estado de Educação que tem por objetivo tornar o Ensino Médio mais atrativo nas escolas estaduais mineiras, está em fase de implementação em mais 122 escolas. Atualmente, 11 escolas de Belo Horizonte, participam do projeto piloto e desenvolvem o Reinventando o Ensino Médio com bons resultados.
Nesta segunda-feira (13-08), os diretores das escolas estaduais que irão receber o projeto a partir do ano que vem se reuniram com uma equipe da Secretaria de Educação para discutir de que forma o processo de implementação do projeto se dará em cada uma destas 122 escolas.
Na ocasião do encontro, 34 diretores de escolas das Superintendências Regionais de Ensino Metropolitanas A e B — incluindo os municípios de Brumadinho, Sabará, Betim, Contagem, Igarapé e Nova Lima — além de representantes de escolas das cidades de Divinópolis, Conselheiro Lafaiete, Ouro Preto, Pará de Minas e Sete Lagoas, compareceram a reunião para conhecer o projeto.
Na pauta do encontro, realizado nas dependências da Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores, a Magistra, em Belo Horizonte, assuntos relacionados ao processo de formação dos professores que atuarão no ensino das disciplinas ligadas às áreas de empregabilidade, os critérios e os pré-requisitos para a contratação de novos profissionais que atuarão com exclusividade para o gerenciamento do Reinventando nas escolas, a divulgação de novas resoluções, além da preocupação com adequação da rede física das escolas, estiveram no foco das discussões.
Reunião da equipe da SEE com diretores de escolas da rede estadual que receberão o Reinventando o Ensino Médio. Foto: Bárbara Camargo
O projeto
O Reinventando surgiu para repensar o currículo do Ensino Médio nas escolas estaduais mineiras. Além de aumentar a carga horária ao longo dessa fase de ensino — em vez das 2,5 mil horas/aula nos três anos, os alunos terão três mil horas/aula — por meio da adoção do sexto horário, o projeto propõe ainda a adoção de disciplinas voltadas para área da empregabilidade. Essas disciplinas não são profissionalizantes, mas reforçam a base cognitiva dos estudantes, beneficiando, inclusive, a perspectiva para atuação no mercado de trabalho.
Nas 11 escolas que já trabalham o Reinventado as áreas de empregabilidade são Comunicação Aplicada, Turismo e Tecnologia da Informação. O assessor do Gabinete da Secretaria de Estado de Educação, Ricardo Fenati, frisou durante explanação, que o Reinventando o Ensino Médio não se trata de um “adendo, de um apêndice do currículo regular. É um pacote pedagógico, extensivo a todas as outras matérias essenciais e, como tal, deve ser priorizado. As disciplinas da área de empregabilidade não suprirão nenhuma outra. Pelo contrário, elas se complementarão”, explicou.
Nas outras 122 escolas que vão receber o projeto, a partir de 2013, as áreas de empregabilidade não serão, necessariamente, as mesmas. Cada escola poderá optar pela adesão da área de empregabilidade de seu interesse, e o número de disciplinas oferecidas poderá variar conforme a demanda e o número de turmas de Ensino Médio que a escola tiver. Será necessário ainda, um coordenador, que irá se responsabilizar pelos três turnos do Ensino Médio das escolas que tiver o programa implementado e terá status e proventos de um vice-diretor, além de um professor especializado para cada área de empregabilidade na escola.
Análise para melhora
A professora da Magistra, que acompanha a implementação do Reinventando o Ensino Médio no estado de Minas Gerais, Márcia Ambrósio, lembrou que a comunidade escolar tem um papel fundamental no trabalho de abordagem e divulgação do Reinventando o Ensino Médio nas salas de aulas. “Para que o programa que traz o sexto horário tenha sua proposta compreendida da forma correta, é necessário que os diretores e professores esclareçam bem aos pais e alunos sobre do que se trata o programa. O Estado está dando aos alunos a oportunidade de ficar mais tempo na escola, e com uma proposta de ensino de qualidade. Isto deve ser visto como conquista" reforçou a professora.
Diretores de escolas receberam material sobre o programa da Secretaria de Educação, o Reinventando o Ensino Médio, que até 2014 será implementado em todas as escolas da rede estadual de Minas. Foto: Bárbara Camargo
O assessor de gabinete Ricardo Fenati complementou dizendo que “escola de tempo integral é uma tendência. O sexto horário não pode ser interpretado como algo punitivo. Há uma demanda da sociedade brasileira por mão-de-obra qualificada. Além disso, queremos ressignificar a escola pública e o Ensino Médio para estes jovens, pois a grande maioria considera apenas como um rito de passagem. Queremos que aprendam a gostar de aprender", completou.
Resultados
As escolas estaduais Inês Geralda e Maria Coutinho, duas das 11 escolas de Belo Horizonte que fizeram parte do projeto piloto do Reinventando o Ensino Médio, já registraram resultados impactantes. Queda na evasão e noção de pertencimento ao espaço escolar foram os efeitos observados entre os estudantes, que só tornaram mais disciplinados e envolvidos.
Segundo a gerente do programa, Cynara Quintão, analisar o trabalho já realizado pelas 11 escolas que receberam o Reinventando o Ensino Médio em sua fase piloto é essencial. Ela afirma que, este momento de “trocas de ideias” é de fundamental importância, porque “problemas particulares de escolas, podem sinalizar uma demanda pública, e que ajuda a aprimorar o programa em fase de construção. O ideal é que mantenhamos este estado de conversação sempre”.
Montes Claros, Juiz de Fora, Uberlândia Governador Valadares e Uberlândia serão as próximas cidades a serem visitadas pela equipe da SEE, imbuída de apresentar e debater o Reinventando o Ensino Médio nas escolas que receberão o programa.
Para dúvidas e sugestões o email é o reinventando@educacao.mg.gov.br
Fonte: SEE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário